Category Archives: Turismo

Aeroporto de Santo Antão: “Mito ou Realidade”

 No dia 1 de Novembro do corrente mês o Jornal Expresso  das ilhas online  reportou a  noticia na qual os operadores turísticos e responsáveis municipais Santantonenses afirmam que “a construção do aeroporto de Santo Antão  afigura-se entre os projectos considerados decisivos para o desenvolvimento do turismo na ilha das montanhas, segundo operadores turísticos“.

Neste sentido, nós queremos saber qual é a sua opinião sobre o tema. Favor, deixe o seu comentário para enriquecer o debate!

Anúncios

Oficina do Empreendedorismo

0
Decorre de 06 a 10 de Junho, a Oficina do Empreendedorismo – oe! na ilha de Santo Antão, Porto Novo.
A oficina do empreendedorismo é fruto de uma cooperação entre a ADEI,  SEBRAE e a CCIASB com o  objectivo de promover acções integradas de fomento ao empreendedorismo, capacitação, crédido e acompanhamento empresarial com foco na competitividade e desenvolvimento sustentável dos micro e pequenos negócio.
A oficina pretende demonstrar as vantagens da formalização e da busca de informação para o desenvolvimento sustentável do negócio, como modo de combater a elevada taxa de informalidade existente no país, reforçando a cultura empreendedora.
A Oe!, tem como público alvo a população local, caracterizada por agricultores, produtores de aguardente, proprietários de unidades de transformação de produtos agrícolas, pequenas e micro empresas formais e informais, vendedores ambulantes e jovens empreendedores.

Fonte: ADEI


Turismo, a aposta do presente em Santo Antão

Durante as últimas duas décadas, o mundo sofreu extensas transformações sociais e económicas. Uma das mais significativas e visíveis alterações é o aumento da taxa de gastos com serviços turísticos resultante da globalização dos destinos, diversificação cada vez maior da procura e uma diferenciação do produto. Muitas regiões actualmente colocam o turismo como uma parte importante e integrante das suas estratégias de desenvolvimento económico (SINCLAIR, 1998; JACKSON et al. 2005).

Em Cabo Verde a actividade turística vem ganhando significativa importância nos últimos anos. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a rede hoteleira local aumentou 9,5% no ano de 2009, passando para 173 estabelecimentos, que disponibilizam 6367 quartos, 11720 camas e 14096 lugares. Os dados do INE indicam que, de um modo geral, as diárias nos estabelecimentos hoteleiros de Cabo Verde cresceram 10,6% no ano de 2009, tendo sido registados cerca de 330 319 hóspedes. Ainda de acordo com o INE (2009) actualmente a ilha do Sal é responsável por cerca de 57% das entradas de turistas por ilhas, seguido de Santiago 20.1%, Boavista 9.9%, São Vicente 7.6% Santo Antão 2.7%, Fogo 2.0%, São Nicolau 0,4%Maio: 0,2%, Brava 0.1%.

O turismo é um motor do crescimento económico, com especial incidência ao nível regional, mas o impacto a nível nacional também é significativo (SHARPLEY, 2002; JACKSON et al. 2005). Se o turismo é de significativa importância a nível nacional, a nível regional este sector apresentada como uma ferramenta essencial para o desenvolvimento regional e o crescimento económico, acreditando ser uma das armas para evitar a estagnação económica das regiões (FERREIRA; ESTEVÃO, 2009).

Com um potencial elevado para o ecoturismo e o turismo de montanha, a ilha de Santo Antão oferece todavia uma diversidade de atractivos turísticos, tais como a beleza paisagística dos vales e montanhas, excelentes para as práticas de hicking, trekking, canyoning e outras relacionadas, incluindo-se também excelentes condições para o turismo de desportos subaquáticos e investigação marinha.

A ilha possui 5 áreas protegidas, os Parques Naturais de Cova-Ribeira da Torre-Paúl, Moroços e Tope de Coroa, a Paisagem Protegida das Pombas e a Reserva Natural de Cruzinha. Na parte sul da ilha, no conselho de Porto Novo, a paisagem agreste e do tipo lunar (particularmente na região do Planalto Norte) permite potencializar outros produtos turísticos, destacando-se por exemplo o turismo gastronómico (nas localidades de Lajedos e Norte, cujo queijo tradicional está catalogado como património mundial do gosto e consta do menu do Movimento Slow Food).

Diante disso, pode-se afirmar que o turismo constitui actualmente uma das alternativas para o desenvolvimento socioeconómico para a base local que, se explorada de forma eficaz, eficiente e mediante os parâmetros da sustentabilidade poderá contribuir, não só para o desenvolvimento económico local, como também para a afirmação de Santo Antão como um dos principais destinos turístico de Cabo Verde.

Assim sendo, sugere-se um maior engajamento dos agentes da esfera pública e privada em prol de acções conjuntas para massificação do turismo em Santo Antão.

Valter M. M. Fortes