Bomba Basketball Team (Geração de ouro)

Falar desta geração (BOMBA) é falar da melhor geração de sempre do basquetebol em Santo Antão.

Começou com os atletas que participaram dos jogos escolares de Cabo Verde em 1998, dos quais ficaram em 2º lugar, tendo sido superados apenas pelo liceu da Várzea (Praia), em São Nicolau. Esta equipa foi treinada pelo Mike, norte-americano (corpo da paz) que leccionava Inglês no então Liceu da Ribeira Grande, hoje E. S. Suzete Delgado, que também jogou em competições internas da universidade Duke, nos estados unidos. Aprenderam muito com ele e sem dúvida o nosso basquete deve-se muito a ele. Uma parte foi de forma indirecta, porque acabaram por aprender ensinamentos do Mike através dos seus colegas mais velhos.

É bom realçar que, este título alcançado, foi o primeiro troféu trazido para a Ilha, em todas as modalidades, o que é uma honra para o desporto da ilha. Desta geração destacam-se o Wagner Rivera (Wagú), o Délio Leite (Déy), o Danilo Lima (Giggs) e o José Pedro (Zézé).

No ano seguinte, com o mesmo treinador, venceram a competição em Assomada, Ilha de Santiago. Já com o pessoal de 84, dos quais destacam-se o Janecas Fortes (Djims), o Valter Fortes (Vatik), o Fábio Fortes (Faby), o Orlando Luz (Tio) e o Jandir Pires (Pires).

Já no ano 2000, sem o Mike, com o Déy e o Wagú a passar a idade daquele escalão, o Déy assumiu as funções de treinador, com apenas 17 anos, porque não havia ninguém disponível, caso contrário, teriam que por um “stop” no bom caminho até ali alcançado. Esta equipa já contava com mais 4 atletas, como sendo o Adelino Fortes (Snake), o Eldon Leocádio (Edly), o Noel Leocádio e o António Cruz (Tó).

Na última semana de treino, ficaram a saber que não poderiam participar com um treinador/aluno, o que fez com que, outro treinador/professor tivesse aproveitado do excelente trabalho realizado pelo colega. Foram para a Praia, alcançaram o 2º Lugar, mesmo tendo eles enfrentado muitas divergências com o treinador, nomeadamente, o facto de ter colocado o Tio no banco dos suplentes, o melhor marcador da competição naquele ano. Acreditavam que, se tivesse sido com o Déy (pelo menos teriam sido derrotados com dignidade), as coisas teriam corrido de outra maneira. De qualquer das formas, mais 1 troféu para Santo Antão. Em 3 anos consecutivos, 4 troféus para Santo Antão, sendo o 4º ganho pelos jovens de futsal do Paúl que ficaram no 2º lugar na Assomada.

Tudo isso, sem nunca terem entrado em nenhuma competição séria, além dos jogos escolares. A nossa zona tinha 3 equipas na altura, entre os quais, nós (Bomba), Penha de frança e Placa. Nunca perderam com nenhuma delas, nem mesmo como a equipa do Porto Novo, da qual participaram em vários torneios na ilha.

Em 2001, entraram no primeiro campeonato nacional da história do Basquete Santantonense, mas, por falta de treino, treinador (fomos treinados pelo Déy, que também era jogador), dirigentes, enfim, sem nada que nos pudesse dar alguma garantia de vitória, acabaram por perder todos os jogos. Tempo antes, a equipa tinha organizado um torneio em São Vicente, com as equipas Juniores da ilha, onde acabaram por vencer o primeiro jogo contra os Cruzeiros (2º Classificado do campeonato de S.V. na altura), mas perderam as 2 restantes partidas (3 dias seguidos de competição), porque só tinham pernas apenas para 1 partida por semana, tendo mesmo o Déy não jogado o último jogo por lesão muscular. O João Gomes – Betinho (melhor basquetebolista Cabo-verdiano da actualidade), fazia parte da equipa que venceu o torneio – Académica.

Realça-se também que, o Wagú chegou a jogar na equipa Juniores dos Cruzeiros, com apenas 15 anos, com 1 único treino na equipa e logo a titular, equipa essa onde também jogava o Rodrigo Mascarenhas, hoje atleta do Benfica de Portugal. Wagú foi o único jogador com esta idade a jogar naquela equipa na altura. O Tio, seguiu-lhe as pegadas e foi convidado pela equipa da Académica, onde jogou e foi campeão de São Vicente (sempre a titular) e vice-campeão de Cabo Verde. O Janecas venceu um torneio de Rua no Rio de Janeiro, onde estuda economia, tendo sido noticiado nos jornais de Cabo Verde tal proeza. Jogou também na selecção de jogadores de basquete de rua do estado do Rio de Janeiro, tendo ficado na 2ª posição da LIBRA (Liga de basquete de rua), em todo o Brasil (Para chegar a esta fase, teve que passar na 1º Posição da Região do Rio de Janeiro), além de ter participado no jogo com os norte-americanos da HARLEM GLOBETROTTERS, no Maracananzinho (pavilhão mais importante do basquete Brasileiro). O Déy e o Tio chegaram a representar a selecção de Cabo-verdianos em Lisboa, nos encontros estudantis. O Déy e o Wagú também representaram a equipa de Aveiro no AECAV. O Snake foi vice-campeão em 2008 da LUFO (Liga Urbana de Fortaleza de Basquete de Rua) e 3º classificado do campeonato universitário brasileiro. O Vatik pertenceu a equipa que ganhou em 2010 o 1º lugar no Campeonato Regional de Basquete de Rua, em Caxias do Sul, também no Brasil, organizado pela ABACS (Associação de Basquete de Caxias do Sul).

Não se poder deixar de destacar a pessoa do Anibal Miranda (Nibinha), que também teve e tem um papel importante no basquete da Ilha, que, apensar de não ter sido um dos contemplados pelos ensinamentos do Mike, por pertencer a uma geração mais velha, é, sem dúvida, um jogador que trouxe brilho e qualidade ao basquete da Ribeira Grande.

Por fim, não se poderia deixar de destacar também, os grandes exemplos de Hernany Pinto (Natcha) e Pedro Rocha (Pirass), porque apesar de serem os mais novos da equipa, de não terem sido campeões, não terem participado em competições, não terem ensinamentos do Mike, foram perseverantes, trabalhadores, empenhados e hoje atingiram o nível que muitos gostariam de ter atingido.

Portanto, esta geração, já está quase toda de volta à casa (Giggs, Snake, Faby, Vatik, Tó, Natcha). Dentro em breve, contam com o Janecas, o Déy e o Nibinha, voltando assim a garantir o verdadeiro brilho do tempo Luminosos do Basquete de Santo Antão.

“Sonhamos todos os dias, com os dias de glória no basquetebol de Santo Antão”.

Bomba Basketball Team



Anúncios

About plurim

Criado para relembrar, reabilitar, recuperar, redescobrir o nosso concelho da Ribeira Grande, Ilha da Santo Antão, Cabo Verde, este blogue terá como propósito enobrecer, por mérito próprio, aquele que nos viu nascer, crescer e tornar em mais um valor nacional, reconhecidos por prós, ignorados por contras. "Quanto maiores são as dificuldades a vencer, maior será a glória." Ver todos os artigos de plurim

10 responses to “Bomba Basketball Team (Geração de ouro)

  • anonimo

    e pá falá em jogos escolares, Porto Novo ganhá one possod RG e Mindelo. a equipa de escola técnica seí de escola de basquete de Porto Novo Basket. I

  • Anónimo

    Beleza amigos!
    Estava com saudades do “Plurim”.
    Nada melhor do que um artigo sobre desporto em Santo Antão.
    Dey , votos que “nô te incontrá ne praia de snogoga, lá te sebim”.
    Um forte abraço.

  • noel leocadio

    Melhor epôca d nha vida … nao só pelo basketball ma também p´la convivência !!!
    abraços pa td maltas

  • Élia

    Parabens. Concordo mesmo “Geração de ouro”. Eu vivi isso de perto com o primeiro grupo, bons rapazes. Tanta coisa fizeram para praticar esse desporto. Alias desporto em Santo Antão é feito de muita boa vontade.

    Os Jogos Escolares deixou muita marca nos alunos que participaram, velhos e bons tempos.

    Obrigada PLURIM por nos fazer lembrar.

  • eldy

    manera gente… em princípio, m’te estod prá lá daqui a pouco tempo… talvez pa isga não mod diaza mim n’pratica mas pa treina ma quel GRANDE EQUIPA BOMBA… se algum dia m’tiver chance de volta a isga ma bzote seria um grande prazer… BOMBA 4EVER

  • Anibal Cruz Miranda

    MIM É SUSPEITO PA FALA DES MALTAS LA MA O KEM PODE DZÉ É QUE APESAR DE MIM KA TIVE OPORTUNIDADE DE FAZE PARTE DAKEL TEAM LÁ, MA NHA ORGULHO GRANDE POR 2 MOTIVO: 1º PQ MA BSOT M ISGA E 2º É QUE APESAR DE FALTA DE CONDIÇÕES BSOT MOSTRA K É POSSÍVEL VENCE.

  • anonimo

    Tudo isso é bonito, mas acho que deviam mencionar os restantes elementos que ofereceu o 1º trofeu a ilha em termos de jogos escolares e a nivél de modalidades de sala para a ilha.
    Força ai ao Lilino.
    Abraços.

  • valter

    Parabens guerreiros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: